enigma VIII

enigmas

Este teu corpo que cintilante ao sol se faz enquanto tua pele queima e arde e o azul que incendeia teu caminhar ao passo que teu corpo corta o vento feito uma faca afiada feito esta faca amolada que são teus alvos dentes cortando o tecido de uma manga espada e sua carne amarela doce e que nos enche os lábios de sabores odores e de um prazer sem fim assim como faz tua boca quando toma outro corpo nu feito fruto maduro colorido e tropical ao passo que cai ao solo árido úmido as chuvas de pitangas ensanguentando as calçadas e esse ar morno que nos turva a vista e que ainda assim nos enche os olhos e afaga o coração e de ar o pulmão que pulsa e essa força que nunca cessa feito o verão que toma emprestado o teu calor e que também jamais cessará.