olinda e o mar

Leave a comment
visceral

Olinda é fêmea, que namora o mar.
Se a paixão acabar, prometo por amor ficar.
Se do amor se findar a poesia,
fico por zelo, só por garantia.
Desde que em nós permaneça
esse fogo doido que flameja,
Esse beijo que sobeja!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *